Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

A JSD não esquece o 18 de Janeiro de 1934

 

 

Estava-se no início de 1934. Com o mudar do ano, entra em vigor o Estatuto Nacional do Trabalho, fascista, e os sindicatos livres eram oficialmente proibidos, dando origem a outros, subjugados ao poder corporativo. Por todo o País, os trabalhadores combatem a fascização dos sindicatos e convocam para 18 de Janeiro uma greve geral revolucionária, com o objectivo de derrubar o governo de Salazar. A insurreição falha, mas na Marinha Grande os operários vidreiros tomam o poder. Apenas por algumas horas, é certo, pois a repressão esmagaria a revolta. No resto do País, esperavam-se acções iguais, mas em nenhum outro lado se repetiu o gesto dos operários marinhenses. Apesar de fracassada, a revolta dos trabalhadores vidreiros fica na história como um momento alto da resistência ao fascismo. E deixou sementes, que germinaram numa manhã de Abril, precisamente quatro décadas depois.

Contrariamente ao que sucedeu nas restantes localidades no dia 18 de Janeiro de 1934, na Marinha Grande os objectivos da greve geral revolucionária foram cumpridos: os operários tomaram o poder. Cercada a vila e cortados os acessos, os trabalhadores marinhenses ocuparam os Correios e o posto da GNR.
Derrotado o levantamento popular, começaram as perseguições e as capturas aos dirigentes sindicais, na sua maioria comunistas. Na noite de 18 e nos dias seguintes, varreram toda a região, casa a casa. Nem o Pinhal de Leiria ficou por varrer.
 
Site da CMMG
publicado por jsdmarinhagrande às 03:55
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Abril de 2009

Alma e Gente da Marinha Grande

No passado dia 29 de Março de 2009, a RTP2 transmitiu o programa a Alma e a Gente, desta vez alusivo à cidade da Marinha Grande. Vários temas foram abordados pelo historiador José Hermano Saraiva, desde a importância do vidro na nossa cidade, à história do Pinhal de Leiria e das praias do concelho. Um curto documentário que resume alguma informação histórica muito interessante e que permitirá a todos conhecer um pouco mais da Marinha Grande.
Entretanto a RTP já disponibilizou o vídeo na sua área multimédia na Web, para o qual deixamos o link:
http://ww1.rtp.pt/multimedia/?tvprog=23320&idpod=23746

 

 Fábio Santos

publicado por jsdmarinhagrande às 01:16
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Marinha Grande, o nosso concelho

 
 
Onde estamos:
A Marinha Grande pertence ao distrito de Leiria, região Centro e subregião do Pinhal Litoral. É sede de um município com 181,37 km² de área e 34 153 habitantes (2001), subdividido em 3 freguesias (Marinha Grande, Moita e Vieira de Leiria). O município é limitado a norte e leste pelo município de Leiria, a sul por Alcobaça e a oeste tem litoral no oceano Atlântico. É composto por uma paisagem natural única: o Pinhal do Rei funde-se com várias praias do concelho, das quais se destacam, São Pedro de Moel e a Praia da Vieira.

Feriado Municipal:
O feriado municipal é a quinta-feira da Ascensão. Este dia faz parte do calendário cristão e tem lugar 40 dias após o Domingo de Páscoa. Depois que a Igreja o passou a considerar um dia normal, continuou a ser comemorado pelos vidreiros e suas famílias que neste dia, a pé, de bicicleta, ou de carro, se deslocam para a Mata, onde passam o dia em convívio.
            A Câmara Municipal, tendo em conta a forte tradição dos marinhenses, que comemoravam este dia, em piqueniques, passeando a pé, de bicicleta ou de carro pela Mata, deliberou que o Dia da Espiga passasse a ser feriado municipal. Tradicionalmente, neste dia, as famílias e os amigos juntam-se e vão para a Mata, especialmente para um local chamado Tremelgo. Aí, estende-se a manta de retalhos no chão, destapa-se o tacho, serve-se o tradicional coelho com ervilhas, os pastéis de bacalhau, o pão-de-ló. À noite as pessoas regressam, trazendo a bicicleta ou a carro enfeitados com grandes ramos de verdura e flores campestres. Esse tipo de ramo chama-se a Espiga e é composto por uma espiga de trigo, um ramo de oliveira e uma papoila e deve ser guardado até ao ano seguinte, pois dá sorte. Daí que esta quinta-feira seja também conhecida por Dia da Espiga.
 
Bandeira Municipal:

A bandeira municipal foi desenhada pelo marinhense João de Magalhães Júnior, logo após a restauração do concelho. 
É esquartelada de amarelo e negro. Cordões e borlas de ouro e negro. Haste e lança douradas.  
As armas são vermelhas, com um pinheiro de ouro freitado de verde, sustido de negro, sainte de um contra-chefe de dunas de areias de prata.
Hino do Concelho:
O hino do concelho foi Criado em 7 de Abril de 1932 pelo maestro António Augusto Lopes, foi tocado pela primeira vez em público aquando das comemorações do 15º aniversário da restauração do concelho.

Indústria Vidreira:
A história da formação e desenvolvimento do concelho está intimamente ligada à indústria do vidro, que aqui encontrou condições geográficas favoráveis ao seu estabelecimento.
Contudo, é só a partir de 1769, sob a administração de Guilherme Stephens- homem de carácter empreendedor e grande industrial - que se deve o maior desenvolvimento da indústria do vidro.
Embora a economia da cidade já não viva da actividade vidreira, não se poderá negar a sua importância no contexto histórico, social e económico.
A demografia, as modalidades de ocupação do espaço, a estrutura económica e social, as atitudes face à cultura ou ao associativismo, a elaboração de discursos e práticas de identidade local, evoluíram durante larguíssimas décadas, sob forte influência desta actividade. A introdução, desenvolvimento e evolução do fabrico do vidro é, sem margem para dúvidas, o facto mais saliente da história marinhense dos últimos 250 anos.
publicado por jsdmarinhagrande às 21:27
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

Logótipo da JSD/Marinha Grande

O logótipo da JSD/Marinha Grande alia uma chaminé ao contorno de uma fábrica.

 

O concelho da Marinha Grande está intimamente ligado à indústria vidreira, aqui simbolizada por uma chaminé tipicamente marinhense.

 

O contorno da fábrica transporta o logótipo para um passado fortemente industrial e característico. As cores utilizadas são as da Juventude Social Democrata: laranja e verde.

 

A aplicação do verde ao contorno da fábrica recria a copa das árvores do "Pinhal do Rei".

 

publicado por jsdmarinhagrande às 18:41
link do post | comentar | favorito
Sábado, 28 de Junho de 2008

Marinha (em) Grande

A JSD da Marinha Grande está a (re)nascer. Depois de alguns anos de inactividade, um grupo de três dezenas de jovens social-democratas está disposto a desenvolver um projecto em prol dos jovens marinhenses.

 

Serão já em Setembro as eleições da próxima Comissão Política da JSD. A equipa terá como prioridades fazer novos militantes, apostar na sua formação e apoiar o PSD nos desafios eleitorais de 2009.

 

Num momento em que tanto se fala do alheamento dos jovens em relação à política, a Marinha Grande prepara-se para ser diferente. Entretanto, para os que quiserem ficar a saber mais sobre a JSD/Marinha Grande, o e-mail é marinhagrande@jsd.pt..

Texto publicado no Jornal da Marinha Grande

publicado por jsdmarinhagrande às 00:17
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A JSD não esquece o 18 de...

. Alma e Gente da Marinha G...

. Marinha Grande, o nosso c...

. Logótipo da JSD/Marinha G...

. Marinha (em) Grande

.arquivos

. Maio 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

Free Web Site Counter
Free Counter
blogs SAPO

.subscrever feeds

.Google Analytics